Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2008

Poesias espirituais

Um ser humano na sua cruz

Rosto inclinado
Pregado em uma cruz Ele está
Sorvido gota a gota
Doado como só poderia doar-se

Uma prova de amor?
Uma loucura?
Uma vida renascida

Sentir-se um pouco como Ele
Como consola, mas não é uma consolação simplesmente
É uma certeza que se deve entregar plenamente o espírito
E deixar que o Pai intervenha

Num abismo encontro-me
Solto, livre, sem rumo
Há uma luz, fraca, mas há
Sem saber onde ela me levará, sigo-a



A cruz da unidade

Uma cruz é dada
Uma cruz é aceita
Uma cruz é erguida

Deixar pregrar-se nela
É a sabedoria divina
Que o mundo não quer nem mais saber
Porque o divino de outrem não existe mais

A felicidade está em aceitar os maus momentos
Através de uma doce lembrança
Jorrada pelas graças de um Pai

Pai que nesta cruz muitos possam se sentir igual a ti
Para que um dia, o dia já determinado
Venha-se conhecer
Que todos sejam Um


A Caridade vértice da Unidade

O frio bate
A alma gela
A caridade é rompida
Nada mais faz sentido

Diante dele recompomo-nos
Em um instante percebe-se
A vida é cu…

Vaso

Em um vaso azul turquesa Uma figura feminina reclina-se Ao longe se vê outra figura Músculos aparentes com um arado na mão
Diante dela ele se exibe Pobre figura, ainda não sabe como são as mulheres? Ela nem o nota, não faz questão Com um olhar de longe se observa
Ela, a figura desejada faz seu trabalho Caminha pelos campos azuis celestes Desaparece Isto tudo pode ser visto num vaso chinês
Imagem
O oceano é um local onde o ser humano deveria aprofundar suas idéias.