Seduzir


O amor não existe mais
Em cada instante o tempo passa e nem se percebe
Todos correm apressadamente na ilusão de chegar
Cavalgando em brasa fervente

Ar rarefeito em uma montanha laranja
Verdes prados em azul celeste
Solar aversão ao prazer
Gozo intempestivo, escorrendo como néctar

Saudade daquele corpo
Suor e cheiros combinam-se harmonicamente
Coração flechado apenas uma gota de sangue
Sente-se o ser amado

Lutas ardentes em um dia de neblina
Corpos envoltos em uma atmosfera peculiar
Escuridão e luz
Na cama ama-se enquanto há hormônios

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Êxtase com McQueen