Confidência

Sombra sombria
Recolho-me na vida
No âmago enaltecido
Encontro exílio

Sonhos inacabados
De tão acinzentados
Cabresto no cavalo
Somos todos seres alados

Com a cabeça erguida
Os olhos cerrados
O coração ferido
E alma clarificada

Na sombra me encontro
Sou um simples trovador
De certeza inalterada
Valhe-me Deus, nosso Senhor!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A luz