Primeiras poesias

As poesias que publico abaixo, foram escritas nos anos de 2004 a 2006. Retratam a fase mais difícil, a mais dolorosa, mas nem por isso a menos feliz destes quase 30 anos de existência. Eis a palavra moderna Existir, fazer-se existir, como já disse algumas vezes, estar no mundo, sem ser do mundo, eis a atração do tempo moderno, do próprio tempo.

Comentários

  1. Arquimedes,

    Dos momentos marcantes (sejam bons ou ruins) é que brotam a poesia.

    Estou no aguardo.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  2. Nisso você tem razão, mas nos momentos digamos ruins, pelo menos comigo funciona assim, as palavras saem mais límpidas, aparentemente é nesses momentos que consigo expressar-me melhor. É o momento que mais exponho-me.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

A luz