Ao sair da casca

Olha-se para trás
Rostos iluminados são avistados
O caminho a seguir é um mistério
Não se sabe o que se vai encontrar

Um dia resolve-se ir embora
Quanta saudade sentia
Mas olhando para frente
A vida se enche de luz

Em uma estrada ladrilhada penetrei
Ao olhar o chão só via meu olhar
Nele encontrava todos que deixei

A cada passo flores exalavam um cheiro forte
Do centro nasciam borboletas cor prata
Avistei-as de novo e estrelas a brilhar no céu

Acordei do sonho vivido
Uma sensação inebriante penetra no ser
Neste instante percebo algo
Sonhos vividos nunca são só sonhos sonhados

Comentários

  1. "Sonhos vividos não são só sonhos sonhados".Gostei da forma como você fechou o poema.

    Sonhos vividos são aqueles em que nos envolvemos completamente, e ainda na sua concretude, nos nos exultamos neles. Sonhos apenas sonhados, apesar de ilusórios (no sentido positivo da palavra)não tem força suficiente para a exultação e o êxtase.

    Abraços, Arquimedes e um excelente dia pra você.

    ResponderExcluir
  2. Não olhe tanto para tras, olhe SIM para dentro de vc e dos outros tb!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

A luz