A cruzada

Sacode a areia
O sol caminha sobre minha cabeça
A mulata de belas coxas, cruzam-as
Como cravo, canela e pimenta
E em um instante percebo
Mulher quando quer
Vira o homem do avesso


Esta poesia foi escrita segundo um fato verídico numa praia capixaba.

Comentários

  1. "Tô" visitando as páginas aqui de seu blog, eu tb tenho um, qdo e c der faz uma visita: www.ecosdotelecoteco.blogspot.com . Sucesso aí!

    ResponderExcluir
  2. Gostei muito do seu blog, e já até dediquei um selinho para você lá no meu.

    Passe por lá quando tiver um tempinho.

    Abraços.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Alexander McQueen