Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2010

Narciso

A vida é um itinerante caminhar
Em pedras de paralelepípedos
Instantes invulgar com aquele gosto de sempre amar
Colapso antes dentro que fora


O vento que bate em teu rosto
Desvirtua aquela franja, tira-a do lugar
Semblante quase límpido em um rio
Olhe para baixo, quero me jogar


Narciso quer ser eu mesmo
No intervocabular inexistentes
Os olhos fixos naquela água
A fundo se quer amar


As imagens destorcidas na parede
Narcisicamente há outros que olhar
Narciso gosta de se olhar no espelho
Daquela alma há pouco se procurar


E tanto olhar a si mesmo
A crença de se gostar
Narcisos aparecem em todos os instantes
Prontos para se devorar

Ilusão

Amor ilude
Amor eleva
Amor entristesce
Eu vou aonde meu coração me levar
Pode ser bem no alto de uma colina
Jogar-me lá de cima, sentir o vento no rosto

Com você alcançarei os céus
Na ilusão de encontrar
De crer que existe um alguém por aí

Tanta coisa acontece aqui dentro
O sangue correndo nas veias
Chega ao coração e grita alto
Onde tu estas?

Amor ilude
Amor condena
Amor devora-me
Amar, verbo de ação

Tratado sobre amizade

Imagem
Uma amizade nasce e cresce sem precisar de grandes impulsos. Ela é pequena, como uma semente que precisa de um lugar fértil para brotar. E cresce quando os fatos que poderiam matá-la na realidade a fortalecem. Amizade quando verdadeira, não precisa ser consumida, como se fosse uma mercadoria de troca, ela é espontânea surge porque tinha que surgir. Qual a amigo que te ligaria chorando, precisando ser escutado e você não o escutaria? Independente de qualquer horário que ligue. Amizade é assim, é doação de tempo, de afeto, carinho, mesmo a distância, mesmo sem nunca ter visto a pessoa em carne e osso. Sem nunca ter dado um abraço ela nasce porque devia de nascer.

A gente quando encontra um amigo assim, daqueles que você liga e ele fica feliz de estar te recebendo, devem ser cultivados. E quem é que não gosta de um carinho? Amizade é assim, nasce porque tinha que nascer. Cresce porque foi alimentada, na confiança, no respeito, e na admiração mesmo que a distância.


Hoje escrevo sobre iss…

Mi coración

Um coração despedaçado
Em mil pedaços ajuntados na luz de um luar
Aquele ser reluzente que invade a imensidão
Rouba meu coração sem grandes alardes

Quando vejo, estou em teus braços
Com uma taça de vinho tinto ao lado
Um calor que aquece e fulgurás noites
Na bela paisagem ao lar adentro

Uma clássica alusão aos apaixonados
Dois seres que se sentem amados
Que ao se tocarem reveem-se em lençóis de cetim
Naquele espaço só os dois sabem

Que coração quando ama não consegue ver
Despedaçado já não se encontrará
Apenas cansado de esperar

A vida renasce (Dedicada a Helena filha de Paula Eterovick e Eric)

Da sementinha plantada
A vida desabrocha
Em instantes de agora
Raízes são formadas

Helena é uma plantinha
Que em teu ventre cresce
De tanto amor e carinho
A vida dentro dela agradece

Acreditar na beleza
De ventres nascidos
Com tanta singeleza
Os céus agradecem
Helena, a flor de infinita nobreza

As horas

Tanta gente hipocrita
Que vive na sombra da misericórdia
Acha que a vida é uma ciranda de roda
No balancei-o vai, vai, vai

Tanta gente que pensa que pode tudo
Pensa que a vida não cobra
Da velha piada que assola
Com os sentimentos de outrora

Tenho pena de gente com altos e baixos
Que não sabe o que é sentimentos normais
Porque só sabe viver na corda bamba
Um dia ela se rompe e cai

O bipolar é assim, tão altos e baixos
Que nem percebe o que faz
Daqui a pouco tá depre
Depois euforico
E assim numa vida tão cheia de altos e baixos
Parece que sempre vai perecer

Como em uma oração

P.S: Poesia escrita ao som de Like a Prayer de Madonna!


Sinta a música em teu peito

Como uma cruz que o prega

Em delírios constantes

Preces chegam aos céus


Um amor que invade

Derruba-o daquela cruz

Retira o coração em prantos de dias nublados


Nesta ressurreição de agora

Os deuses parecem ouvir preces

Como em uma oração contínua

Dias ensolarados parecem adentrar


Céu, Purgatório, Inferno

Existem? Criações mundanas

Na exatidão do que sinto não sei

Mas de orações compreendo


Os céus parecem conspirar

Numa eterna gratidão

Tanta coisa sem explicação acontece

Diante de tudo como uma oração irão ficar

Cartas para Julieta - Filme

Imagem
Cartas para Julieta, filme que recomendo, nem tanto por ser caracterizado como Romântico, mas pela história que me impregnou com a sensação de que amar é sempre um fato de se relacionar com aquilo que é desconhecido a priori. Quem pode dizer que conhece totalmente o outro? Sinto muito meus queridos, mas a nossa alma resguarda-se de segredos que nem mesmo os casais mais apaixonados poderiam conhecer.

Sai do cinema em prantos, caminhando pelas ruas da minha cidade, pensando em muita coisa, nas relações que estabelecemos uns com outros, nas nossas carências, principalmente nas minhas, mas sigo aquilo que no filme revela. E se? Sempre tento alcançar a ousadia daqueles que tentam viver suas histórias sem pensar nisso. Passamos de relance pela vida, não sabemos para onde iremos, então aproveitamos este espaço que a vida proporciona para vivê-la com dignidade e respeito aos sentimentos alheios.

Imaginem vocês apaixonados, digam aos seus, EU TE AMO, e em troca recebam uma belíssima bofetada…

Eu quero

Quero que roubem meus beijos
Peguem-me com força
Do meu peito abraçado
Com a alma em constante contrição

Quero movimentos abusados
Agitem o marasmo
Desejos despertados
Com gosto de quero mais

Quero terremotos
Vulcões existenciais
Doces e quentes afagos

Como eu quero
Um pouco de ti
Sempre de mim
Te quiero, lascivamente quero

Imaginação

Quem es tú que segues sem rastejo
Faz da vida um imenso desejo
Arrancando do ventre o ar rarefeito
Com rimas tão certinhas que fazem bocejo

Quem es tú que transpõe o meu corpo
Que faz de mim gato e sapato
Será?

Meu namorado imaginário
Coisa de gente doida
Que fica num pc imaginando coisas
Sem saber aonde isso vai dar

Imaginação
Falta a imaginação ao mundo
Não ao meu mundo
Criei com os pés ficandos no chão

Coisa de gente maluca
Imaginar uma história
Pô-la no papel
Que bom que fica só aí

Se a sua mente não viaja
Não consegue ir dentro de si
Podes ter certeza
Que parte daquilo que chamamos de vida
Deixou de ser vivida

Imaginação
Palavra cheia de significados
Sem ela a vida é seca
Por isso prefiro inundá-la