Com os pés e asas

Em meus pensamentos obsessivos
Tu estás sempre presente
Como aquela máquina que registra
Fica na memória e no coração

Tua voz é a minha calma
Aquele abraço que tu me darás
Parece que já sinto
Calor entre dois corpos

Imagino tua pele tocando na minha
Aquele arrepio tão bom na espinha
Que congela os instantes
E deixa aquele gosto de querer mais

Acabei de acordar de um sonho
Pés no chão são para serem fixos
Mas os meus tem asas
Quero voar com você por aí

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

A luz