Devora-me e sejas devorado

Quero sentir tua pele alva tocando a minha
Naquele santo desejo de consumo
Em um beijo que esquente por dentro
E provoque infinitos sussurros

Sou um anjo disfarçado de pecado
Tenho desejo de carne viva
Toque-me com teu abraço
Aqueça estes longos dias

Tua parte que me corrompe
Que seja a mais bela alegria
Sentir-se naquele estado
De pleno gozo nos faria

O teu calor vai aquecer minha alma
Arranque de mim o topor de dias frios
Eleve-me ao ápice do abismo
Vem e me devora com teu amor e me faz sentir como uma flor

Comentários

  1. Uai coloco como um cacto tá melhor...rsrs

    ResponderExcluir
  2. coisa mais "esfinge"...rs..
    Mas, lindo, querido

    ResponderExcluir
  3. Achei a flor muito delicada para a "voracidade" do texto, mas como vc disse que é paradoxal mesmo...além disto acho que cacto não vai rimar tão bem quanto flor! acho que flor é BEM MAIS apropriado!em todos os sentidos!rsrsrsrsrsrs!Fique flor se é para ser feliz, se é para sorrir, se é para o AMOR SER, isto é o que importa! o AMOR!
    OK?

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Alexander McQueen