Instante - Revisitando 2008

Canção a meia luz de velas
Um espírito de sentimentos refinados
Açúcar na boca, doce lembrança
Circularidade da existência se fez em gestos

Calmaria na beira do mar
Ondas ondejando e velas apagadas
Correr na areia riscada de fel
A pele absorve uns instantes apenas

O coqueiro a balançar
Vento no rosto
Areia nos olhos
Cegueira

Tudo pode ser visto
Mesmo quando os olhos não vêem

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog