Uma nova inspiração

No alto de uma montanha cor de laranja
O vento bate na batida do coração
Os olhos seguem aquele horizonte belo
E a cor dos tempos não são tons de cinza

Perderam-se as travas nos olhos
Aquele olhar longínquo não existe mais
A face desnuda com um sorriso estampado
E o corpo em êxtase e volúpia

Em samba de roda o mundo gira
Canta a alegria de se viver
Na eterna magia do bem querer
Os sulcos da testa agora fazem até aparência

Inspirações poéticas não param
Ele trouxe isso para o meu lado
Deste lado tão sombrio iluminou
Como um sol que ilumina e aquece

Somos sóis de um inverno passageiro
Enternecido por pequenas trocas de palavras
Naquele gosto do querer ainda mais
O tempo é chave e caminho

Comentários

  1. ...traigo
    sangre
    de
    la
    tarde
    herida
    en
    la
    mano
    y
    una
    vela
    de
    mi
    corazón
    para
    invitarte
    y
    darte
    este
    alma
    que
    viene
    para
    compartir
    contigo
    tu
    bello
    blog
    con
    un
    ramillete
    de
    oro
    y
    claveles
    dentro...


    desde mis
    HORAS ROTAS
    Y AULA DE PAZ


    TE SIGO TU BLOG




    CON saludos de la luna al
    reflejarse en el mar de la
    poesía...


    AFECTUOSAMENTE
    A ARTE DE POETIZAR

    ESPERO SEAN DE VUESTRO AGRADO EL POST POETIZADO DE CACHORRO, FANTASMA DE LA OPERA, BLADE RUUNER Y CHOCOLATE.

    José
    Ramón...

    ResponderExcluir
  2. Hola, gracias por seguirme y te sigo también. Hacemos una buena amistad. Bienvenido!

    ResponderExcluir
  3. Ja te disse uma vez: inspirações poeticas são dons divinos...quando aparecerem, não as perca! Nem uma letrinha =]

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog