Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2010

Sentimental

Os lábios encarnados de desejo
Na face rubra de tanto beijo
Com o calor da alma em cada ensejo
No clarão do luar com absoluto anseio

Os dias passarão sem tanto deslumbrar
Que a vida corre sem muito apressar
E eu em teus braços de sempre ficar
Naquela eterna quentura dois corpos amar

O tempo confesso pouco importa
A intensidade de cada gesto é que faz crer que agora
No avarandar do amor os sentimentos provocam
Quero ter você ao meu lado e nada mais