Carnaval

Um dia em uma folia
O alerquim olhava para tua colombina
Aquele suor dos bailes de carnaval
Fizeram ambos amantes inesperados

Fantasia ao chão
Naquele ímpeto de verão
Suor e cheiro forte
Um prazer de poucos minutos

A folia continuava com os confetes
Riscando com serpentinas o salão
Fico só a observar
Em cores o carnaval é sempre mais preto e branco

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A luz