Labirinto

Entrou em um labirinto com relvas cortadas
Os monstros ainda o perseguem
Caiu em um precipício e encontraste Fauno
A bela criatura revestida de noite


Adentrou em lugares não visitados
Pisa em solo firme e rochoso
Fauno dá uma fruta e ele a come
Em um sonho profundo penetrou


Mergulhado em pensamentos
Arrastando uma multidão
Não esta só, agora cria histórias poéticas
Momentos de alegria interior

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Alexander McQueen