Sorrio para você

Um largo sorriso move montanhas
Destrói as auguras do empobrecimento
Naquela alma cheia de coisas tão vazias
É melhor que nunca haja preenchimento
Não são necessárias lutas gloriosas
Aquele arregaçar os caninos
Já não temos tempo a perder
Preciso ter consciência disso
Aos xingamentos ouvem os bastardos
Caminho agora de mãos dadas com minha gente
Somos finitos não levamos nada deste lugar
Apenas o bem a quem seja

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A luz