O corredor roxo


Entramos naquele prédio
Em uma das ruelas de Paris
Era alto com janelas amplas
Procurávamos um assassino

No corredor roxo fomos ao quarto 45
Não vimos nada
O assassino em série havia se escondido
Onde poderia estar?

Corte a cena e veja
Há apenas um amplo corredor
Com tapetes no chão
E nas paredes pastilhas

Corta de novo a cena
Entraste dentro de uma fotografia de Torquato
Não há nada
Além daquela luz roxa que te inspira

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A luz