Quero ser Jonathan

Sou Jonathan,
dos sonhos de Adélia.
Aquela mineirice que encanta,
faz as mulheres recolherem-se de tanto tesão.

Conquisto com minha lábia,
de trovadores
que visceram as damas,
com simples expressões.

Sou Jonathan,
um menino com olhar baixio,
de fala mansa,
dizem que sou padre.

Arranco-te do tédio,
vem me conhecer minha amada,
Senhora dos meus céus,
pureza da alma.

Quero ser Jonathan,
poeta da natureza,
da mística, da beleza de um Deus .

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A luz