Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2012

Número 7

Você já me falou do número 7
Sinto falta dos seus conselhos
Aquela bela voz suave e sútil
Como pude ser bobo
Em não ver a nossa numerologia
Eramos dois números pares
Feitos um para o outro
Nasci 7
Mas você, ainda não me falou
Fale qual o teu número?
Faz tanto tempo que não nos vemos
Tudo bem, tanto faz
Qual o seu número, ok!
Somos números pares
Dizem que os sete são profetas
Você se vê como um?
Não, não mesmo
A felicidade não se encontra em números
Por isso quero ter você por perto
Não vá embora, não me deixe
Adeus, sou uma lua minguante
Meu eterno adeus!

Apostema

Eu não me curvo
Renego-me
Entrego-me
A poesia

Poesia é aquela que corta
Lapídea a alma
Arranca o orgulho
Derruba do alto

Eu não me curvo
Renego-me
Entrego-me
A poesia

É um apostema aberto
Daqueles que não param de putrefar
Expurgo todas as dores
Ali me deito sem descansar

Eu não me curvo
Renego-me
Entrego-me
A poesia