Riscos no céu


Aviões que cortam o céu
Deixando rastros de uma fumaça pálida
Em xis na tela como se fosse quadro
Pintado pela obra do acaso

Constantemente os vejo
Circulando no céu da minha casa
Tanto no poente como no nascente

Sempre na mesma fixação
Olho para o céu e sinto-me prisioneiro
Refúgio e Éden 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A luz