Cantiga

Queria falar de coisas boas
Nem tanto ao mar quanto a lua
Viver de brisas ao luar
Com cheiro de mato e orvalho

Fui buscar na via
Aquela láctea pra enfeitar
De verdades me encher
E flutuar de um gesto de alegria

Amar, amar, amar
Levantar o voo de uma felicidade contida
Alçar caminhos numa constelação

Sonhar, sonhar, sonhar
Falando de realidades existências
Com um grande gosto de te ver sambar

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog