Mau tempo

Negras nuvens
Céu taciturno
No poente rastros de luz
De um sol bronze
No centro da cidade uma tempestade cai
Na região do Barreiro nem uma gota
E o tempo no ônibus movimenta-se
Com raios e trovões sonoros
Um arco-íris desponta
Há tantos anos não via
E ainda as pessoas apressadas
Correm do mau tempo
Em linhas registro uma tarde
Que fica na memória

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Alexander McQueen