Amigos na imaginação

Escrevo coisas que são reais pra mim
Não quero inventar sentimentos e emoções
Sinto o chão se abrir como uma cratera de um vulcão
Minhas asas me levam pra onde eu quiser
Quero levá-la junto
Você e sua estrela de Davi
Ou aquela chave dourada cravada no seu peito
Corra comigo esta noite
Jogue-se naquela grama ao luar
Vem, vem comigo
Tudo já acabou
Mais ainda vejo os rastros deixados pelos aviões
Marcam o céu com uma mancha branca
Voe comigo, voe
Na minha imaginação somos bons amigos
Daqueles que contam segredos
Falam das confissões mais inconfessavéis
Quer vir?
Então venha
Tenho muito pra contar

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A luz