Para pais e mães

Não sei o que é não ter pai
Não sei o que é não ter mãe
Ainda tenho ambos na minha vida
E como amo-os!
Amo com um amor sem possessão
Livres, soltos por aí
Coloco-me na pele de quem não tem
Deve ser uma sensação ruim
Um espírito que nunca descansa
Que grita uma dor muda aos ouvidos alheios
Preparo-me para não tê-los por perto
É da vida, neste ponto não dá pra fantasiar
Brincar de escrever
É golpe
Corta um pouco, mas deixa sangrar
Se não tiver pra quem oferecer
Pode ser pra Deus
Se não tem Deus pode ser por si
Mas ofereça, não se entristeça
Amor de Pai
Amor de Mãe
É sempre amor
Pode ser um tio, um parente, um amigo
Mas é sempre amor
Nas poucas certezas que tenho
É que deve ser doloroso não ter ninguém com que contar
Ter a si mesmo
Mas no fim seremos só nós mesmos
Não é assim?
Penso em quem não tem um pai ou uma mãe
Penso nos laços perdidos
Nas horas infindáveis de consolos
Penso neles
Penso em vocês
Uma mãe que nunca se conheceu
Que momentos perdidos de puro afeto
Vou pensar nestas relações
Por isto abraço minha mãe
Por isto abraço meu pai
Pra não perder estes momentos
Tua mãe guarda no coração
A doce criança que fostes
Não temas
Ela de alguma forma estará sempre contigo

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog