O amor quente

Meus pés frios
Minhas mãos cálidas
Meu coração aberto a paixão
O frio não me corta mais
Minha alma foi dilacerada por pedidos de outrora
Tudo é inconstante
A cada prova de amor mais beijos são dados
Os beijos são termômetros do corpo
E com eles que arder de febre
Pra ser esquentado em seus braços

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog