Há em algum lugar

Há em algum lugar
Mil faces de um amor bandido
Daqueles que só aparecem nas novelas
Frio e ressentido

Há em algum lugar
Amores em notas
Verbos consonantes com o tempo
Árido e sombrio

Há em algum lugar
Um telefone que toca
Não sou eu
Deve ser teu amante enroscado como serpente

Há em algum lugar
Poesias livres e soltas
Simples e nada mais
Haverá algum lugar?

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Alexander McQueen