O trem

Enveredando por trilhos abertos a golpes de faca
O trem passa
Passa devagar
Olho o semblante da natureza
E vejo um verde mortificador
Nuances de uma vida a desejar
Passo por vilas
Pequenos pontos de civilização
Passo por cidades
A chance de chegar ao espaço é remota
Não que eu queira ir para a Lua
Viver momentos com o amado
E de tanto pensar
A paisagem se desfez
E encontro-me no trem
Momentos de fantasia
Delírios e sonho

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Alexander McQueen