A vida é amor

Você que me ama
Eu também te amo
Você que me odeia
Eu não te odeio
Você que é indiferente
Eu não sou
Penso que só o amor conquista
Onde a gente o coloca ele resplandece
Cria sulcos na areia árida
Do meu tempo desértico
Não quero uma vida em vão
Só de acontecimentos triviais
Quero uma vida interessante
Onde o amor penetra e guarda

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog