domingo, 19 de julho de 2015

Madrugada

O frio da madruga
Enche meu peito de dor
No calor do abraço do amado
Rejuvenesce minha pele
No seu calor

Nenhum comentário:

Postar um comentário