segunda-feira, 3 de agosto de 2015

Sopro

Sopro de vida
Acalentando a minha tarde
Um bem que envolve sem procedência
Reveste-se com a própria arte
Busco dentro de mim o que quero dizer
Nem sempre é o mais perfeito
Mas a ideia sempre deve de prevalecer

Nenhum comentário:

Postar um comentário