Sensações pela manhã

Talvez não devesse falar de sentimentos
Quem sabe sobre coisas e objetos
Fixando o olhar
Remexendo por dentro
Achando um coração de carne
Pulsante e febril
Crendo em milagres que não vão acontecer
Tecendo os verbos e adjetivos
Sem momentos de tranquilidade
A linha que percorre os acentos
Deslumbrando tempos de glórias
E a pulsão amarela e roxa
TOC TOC TOC
Que caiba no peito.



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Alexander McQueen