Perdido

Estou só com meus defeitos
Fazem-me ser quem sou
Os quero bem perto a mim
Desejos de uma noite de amor
Sem complexidades
Vou escrevendo estes versos
E não sei onde vou
A melancolia reitera
Faz parte do meu ser
Busco em mim um pouco de esperança
Mas na vida
Ah esta vida ingrata
Perdi-me do meu ponto
Sim, Senhor!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog