quarta-feira, 11 de novembro de 2015

Poesia choca

O álcool me acalma
Entorpece os sentidos
Deixa meus instintos afiados
Depois a ansiedade volta
Como se nada tivesse ocorrido
Uma bela taça de vinho
Corrompe até essa poesia choca

Nenhum comentário:

Postar um comentário