Fantasia

Tudo parece fantasia
Os riscos no céu
As gaivotas que voam para trás
Pombos torturados em gaiolas de aço
E a violência quotidiana que antes ficava nos becos está em qualquer lugar
Olha-se para os lados
Quem me persegue
Vultos fantasmagóricos
Sem chance de correr
Pessoas que se tornam fantasmas existenciais
Percorrem as ruas sem destino aparente
Entorpecidos de drogas
E vivem de pequenos furtos
A cidade cor de cinza diria alguns
Resplandece multicolorida
Enquanto as gaivotas, o céu e os pombos
Apenas voam






Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Extâse com McQueen