segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016

Sem medo de errar

A cada passo eu sigo
Vou na corda bamba
Sigo
Tentando não olhar para trás
É difícil
Tem sempre algo que puxa
Que quer voltar a tempos de outrora
Por isso sigo
Em frente
Arrisco
Sem medo de errar



Nenhum comentário:

Postar um comentário