quarta-feira, 27 de abril de 2016

Confesse

O orquestramento de ideias
Nunca foi meu forte
Deixo-as soltas no papel
E elas bailam por si só
Confesso
Não sei fazer poesia como João Cabral
Muito menos a elegância de Drummond
Escrevo pra aliviar a dor
Que me persegue e me deixa infeliz

Nenhum comentário:

Postar um comentário