O ponto de encontro

Nas esquinas da vida
Me encontro
Com um olhar lânguido
Afeito ao voar
Não te falo de rosas
Espinho que sempre perfura
Com o sangue derramado
Em plena clausura

Nas esquinas da vida
Não me encontro mais
Fiz uma revolução
O olhar para trás não importa
Faço desta tênue existência
Um buraco, uma fenda
Neste lugar me encaixo
Desprovido de todos os sentidos
No ponto de encontro me acho.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Alexander McQueen