A minha guerra

Não erguerei bandeiras
Sem antes sentir
Que o que vale na vida
É ouvir

A guerra não é com estranhos
Está dentro de nós mesmos
Não adianta berrar, gritar e se convalecer com o outro
Sendo que o problema coabita dentro de você

Centrar as ações
Conviver com as emoções
É uma luta interior
Que poucos ainda compreenderam

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog