terça-feira, 2 de agosto de 2016

O atropelamento
Eu ti vi na rua em sangue
Morri nas areias de Copacabana
Perguntei aos olhos da cartomante
Não vi nada
Em um paraíso celestial aqui na terra

Nenhum comentário:

Postar um comentário