segunda-feira, 8 de agosto de 2016

Memórias

Quando era criança
um cão me mordeu
o pedaço da boca dilacerada
enxertos e mais enxertos
a dor sumiu
foi recalcada no inconsciente
Hoje não me lembro de mais nada
Nem ódio ou rancor ficaram
A cada passo que dou ao além
é um passo que dou

Nenhum comentário:

Postar um comentário