terça-feira, 11 de outubro de 2016

Estrada

Dor e opressão
Estados da alma de quem ama
Um furacão existencial é atravessado
Escrevendo parece que as coisas fluem
E deixo de lado toda dor
A opressão não existe
Procuro a mim mesmo
Nesta estrada pouco percorrida
Que são as minhas poesias

Nenhum comentário:

Postar um comentário