quarta-feira, 5 de outubro de 2016

Estranheza

A minha face estranha
Dilacerada pelo cão
Os dentes postiços
Tudo no chão
Minha vida falsa
Sem grandes acontecimentos
Incrustada em diamantes fakes
Encontro as mesmas palavras
Vazias de sentido
Repetitivas
Pelo menos são minhas

Nenhum comentário:

Postar um comentário