Postagens

Mostrando postagens de Março, 2017

O meu grito

Cansei de ser vadia
Puta de zona
Perambulando pelas avenidas de corpos masculinos
Cheirando a gozo
E a prazer indelicadoA minha luta é desconhecida
Com redemoinhos delirantes
Riscos no céu sempre existiram
Só eu que os vejo em um vermelho circundante Criei - me na rua
Minhas feridas na alma
Tudo não passa de uma falsa modéstia
E as fezes escorrendo em sangueNão quero chocar
A dor que deverás sinto
Pulsa e causa calafrios
Destes que se propagam pelos poros
E em poucos instantes
Eu grito

Palavras

As palavras morrem em minha boca
Como o silêncio que vem de inocentes
Carreadas por motivos torpes
E sentimentos nefastos
A vida é uma carruagem a ser dirigida por nós
Ou seguramos as rédeas do nosso destino
Ou vivemos a deriva dos acontecimentos

Mulher trans

Infindável noite
Aquela que o coração não pode ver
E que os sentimentos entorpecem
Não sou uma mulher trans
Mas a causa me inspira
A olhar com os olhos da alma
As alegrias e dores do teu dia
Luta que nos guarde
Quero estar ao seu lado
E que o preconceito que bata em você
Não te derrubes
Te fortaleça a viver sem minha demagogia

Parabéns Gaga!!!

Parabéns por ser uma mulher vibrante
De sexo que encanta
Inspira a cada um
Seguir em frente
Na batalha que a vida representa

As sensações de desespero
o choque na cabeça
E a memória remota apagada
Instantes de uma dor de alma

Block

A única certeza
que tenho
é o bloqueio
que me inspira

A espera

A espera cansa a alma
Não deixa transparecer os momentos de prazer
Corda envolta do pescoço
Puxa e solta

Muito tempo

O tempo corrompe minhas veias
Deixa um gosto amargo de uma ternura cabidal
Ontem fiz um monte de coisa
Hoje um monte de coisa me fez ao mar