segunda-feira, 20 de março de 2017

Muito tempo

O tempo corrompe minhas veias
Deixa um gosto amargo de uma ternura cabidal
Ontem fiz um monte de coisa
Hoje um monte de coisa me fez ao mar

Nenhum comentário:

Postar um comentário