Poema do sem sentido

A ansiedade toma conta
Minutos depois a calmaria
Rever-se no estado de ciclope
Requer doses de ventania

Palavras sem muito sentido prático
Delas eu confio
Criar nuvens de gafanhoto
E engoli-las num só respiro

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Extâse com McQueen