Passamos a não nos conhecer
Vivemos como estranhos de um tempo estranho
Em que cada um é por si
E que se dane os outros

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A luz